Há algum tempo acompanho o trabalho do fotógrafo Gabriel Dias. Apesar de ser fotógrafo por hobby, ele faz com que uma foto do seu cotidiano se transforme em uma obra de arte, simplesmente pelo seu cálculo de enquadramento e o tratamento feito posteriormente (em alguns casos).

movimento 31 gabriel dias fotografia preto e branco

Mas ele se superou. Recentemente ele passou por uma das maiores tragédias que pode acontecer a um fotógrafo: seu acervo de oito anos de trabalho foi perdido, devido a uma infeliz coincidência de mal funcionamento dos seus dois dispositivos de armazenamento externo, ao mesmo tempo.

Ao tentar resgatá-las de inúmeras formas possíveis, ele viu-se no desespero: quase todas retornavam totalmente desfiguradas. Mas com isso ele começou a perceber quão maravilhosa a estética das fotos ficavam, depois desse matemático processo de desconstrução e reconstrução.

Se você é daquelas pessoas que acreditam que nada acontece por acaso e até mesmo perder oito anos de trabalho possa significar algo, aí está a prova: o projeto Fragmentos Irrecuperáveis é tão maravilhoso que só foi possível graças a essa, digamos, fatalidade. Veja algumas das imagens abaixo:

movimento 31 gabriel dias fragmentos irrecuperáveis fotografia cores edição desfiguração movimento 31 gabriel dias fragmentos irrecuperáveis fotografia cores edição desfiguração movimento 31 gabriel dias fragmentos irrecuperáveis fotografia cores edição desfiguração movimento 31 gabriel dias fragmentos irrecuperáveis fotografia cores edição desfiguração movimento 31 gabriel dias fragmentos irrecuperáveis fotografia cores edição desfiguração

Você pode conhecer o site do projeto clicando aqui, o site do fotógrafo aqui e o seu Instagram aqui.

clique aqui e conheça as camisetas da movimento 31

+ posts imperdíveis

Comentários neste post